Taiadablog: Setembro 2012

domingo, 30 de setembro de 2012

Rinco: a maior carreata da história de Caçapava !!!

Rinco na concentração de sua belíssima carreata, ontem, 16 horas! 
Foto de Márcia Chagas Muller
A carreata do candidato a Prefeito de Caçapava, vereador Henrique Rinco, ontem por volta das 16 horas, foi o maior dos eventos deste tipo já ocorrido na cidade!

Centenas de carros percorreram a cidade, em quase todos os bairros, com muita receptividade por parte dos munícipes, adiantando o que vem aí pelas urnas!
O evento ocorreu sem quaisquer transtornos, muito embora também tenha ocorrido na cidade, no mesmo horário, eventos de outros partidos, além da grande Marcha para Jesus 2012!

Vejam mais:












 
I VAMU KI VAMU !

Esgoto a céu aberto no centro de Caçapava - Parte 8 !!!

A maior das mostras de incompetência das autoridades sanitárias de Caçapava, sobrevive, há mais de 5 anos, sem que ninguém tome as providências legais exigidas para o caso! Vejam só: este esgoto, que vaza das instalações da Cadeia (uma droga que deveria ser imediatamente retirada da região central da cidade!), faz vítimas, há mais de cinco anos e ninguém, eu disse ninguém, faz nada para acabar cxom o problema!

Será que vou viver para ver alguma autoridade, COM AQUILO ROXO, resolver o problema?
 
As pessoas, como a senhorinha na calçada, acabou pisando no vazamento altamente contaminado, e vai levar para sua casa, doenças e alergias extremamente perigosas à saúde! E tudo isto, a dois metros de uma barraca (lona amarela) que escama e eviscera peixes para a clientela!

 O vazamento disfarça bem, em razão de encontrar, logo à frente, uma boca de lobo,
por onde escorre! Um absurdo!

Um individuo com 500 anos de idade !!!


A operação salvamento, realizada pela Prefeitura de São José dos Campos, visando resguardar a integridade da grande árvore (30 metros de altura) Jequitibá Rosa, que vive às margens da Rodovia Prefeito Edmir Viana Moura (antiga Rio-SP), mostram-se, ao longo dos anos, que foram bastante satisfatórias!

A árvore, depois de medicada, com o emprego de adubações químicas e orgânicas, além de escoramento, feito com amarras de cabos e cinta de aço, recuperou o viço e continua esplendorosa, voltada para o futuro de mais, quem sabe, uns quinhentos anos!


Como forma de proteger, ainda mais, o espaço em que está localizada, foi construída uma área de segurança em torno da árvore, com controle habitual de pragas e proteção contra a ação de eventuais vandalismos! Por força de lei municipal aprovada e em vigor, esta árvore foi declarada como imune de corte!


Vejam só que maravilha, ver um ser com esta idade (cerca de 500 anos!), com tanta saúde e vigor!







 

O que é arroz parboilizado ???

A palavra parboilizado teve origem na adaptação do termo inglês parboiled, proveniente da aglutinação de partial + boiled, ou seja, "parcialmente fervido".
 
Não se trata de arroz parafinado, ou colado, como muitos pensam. O processo de parboilização baseia-se no tratamento hidrotérmico a que é submetido o arroz em casca, pela ação tão somente da água e do calor, sem qualquer agente químico.

A parboilização é realizada através de três operações básicas:
1. Encharcamento: o arroz em casca é colocado em tanques com água quente por algumas horas. Neste processo, as vitaminas e sais minerais que se encontram na película e germe, penetram no grão à medida que este absorve a água.
2. Gelatinização: Processo Autoclave - o arroz úmido é submetido a uma temperatura mais elevada sob pressão de vapor, ocorrendo uma alteração na estrutura do amido. Nesta etapa, o grão fica mais compacto e as
vitaminas e sais minerais são fixados em seu interior.
3. Secagem: O arroz é secado para posterior descascamento, polimento e seleção.

Suas vantagens são:
- Rico em vitaminas e sais minerais, devido ao processo de parboilização;
- Quando cozido, fica sempre soltinho;
- Rende mais na panela;
- Requer menos óleo no cozimento;
- Pode ser reaquecido diversas vezes, mantendo suas propriedades;
- Alto grau de higiene no processo de industrialização;
- Conserva-se por mais tempo;
- Não usa produtos químicos.
 
Detalhe:O Brasil detém a tecnologia de parboilização mais avançada do mundo!

Informações da Embrapa

Trem desconhecido !!!

Nunca tinha ouvido falar neste tipo de trem! Coisa de gringo mesmo!

Mais problemas com trens em Caçapava !!!

 
Sábado de sol e céu límpido, temperatura voltando ao normal para a época, vários partidos políticos colocaram suas carreatas nas ruas, fogos de artifício para todos os lados, discursos inflamados, centenas de carros buzinando adoidado! É isto aí! Último final de semana antes das eleições do próximo dia 07 de Outubro, dia das eleições em todo o país! Os senhores candidatos que aproveitem!

Enquanto isto, crianças e adultos que não estão nem um pouquinho interessados em eleição, aproveitam para dar uma passeio de trenzinho pelas ruas da cidade!

É muito divertido pois o veículo vai apitando, como se fosse mesmo um trem de verdade e a criançada adora e sempre quer mais!

 
Só que, sem querer parecer um negativista de primeira grandeza, fica claro que os administradores municipais, juntamente com o proprietário do veículo em questão, deveriam ter arrumado um local aspropriado para que ele estacionasse, em local seguro, sem atrapalhar o nosso já complicado trânsito, não é?

Vejam só a posição de estacionamento do veículo, para saída e entrada de passageiros! Fica claro que não é seguro, nem para os passageiros e nem para os veículos que circulam pela rua!

É preciso que esta situação seja controlada pelas autoridades municipais, antes que ocorra algum acidente mais grave!

Delúbia !!!





Monica Valente, mulher do mensaleiro Delúbio Soares, tem uma longa carreira sindicalista ligada à CUT, e atualmente está à frente de um tal Internacional do Serviço Público. Tem uma sala, com dois funcionários, ela e mais um, a gestar um faturamento de 7 milhões de reais por ano, dinheiro que vem de 26 confederações trabalhistas filiadas, parte do imposto sindical obrigatório. 

O objetivo é intermediar os sindicatos de funcionários públicos com entidades internacionais, como a OIT, Organização Internacional do Trabalho.O destino da bufa é um mistério, mesmo para as entidades contribuintes, os sindicatos.

O tacho está esquentando pra cima da Mônica! Sindicalistas contrários ao repasse de dinheiro à Delúbia e seu parceiro alegam não entender para que serve o dinheiro. Argumentam que os resultados deixam a desejar. Em dez anos de existência, por exemplo, apenas uma denúncia contra cerceamento dos direitos trabalhistas teria sido aceita pela OIT. A tal entidade não tem participação nas principais causas, não tem programa. É mais uma em que os dirigentes se apegam à estrutura para ter benefícios, reclama um sindicalista.


Já os Servidores do Judiciário tentaram impedir na Justiça o desconto nos salários para bancar entidades, que segundo Adilson Rodrigues, diretor do Sintrajud, nem deveriam existir. “É um absurdo descontar um dia do salário do trabalhador para sustentar sindicatos de fachada. Os dirigentes se lambuzam no dinheiro suado do servidor.


Delúbio, às voltas com a iminente condenação pelo Supremo no caso do mensalão petista, sempre diz que depende da mulher para sobreviver. Se tudo correr então como o esperado, Mônica vai ficar aliviada das despesas de passadio do cumpanhêro, enquanto estiver hospedado numa penitenciária.

Marcha para Jesus 2012 em Caçapava !!!

Neste sábado também tivemos o evento evangélico Marcha para Jesus 2012, promovido pela COPEV, com uma grande passeata pelas ruas da cidade, além da realização de culto, realizado na área de eventos da Prefeitura de Caçapava, na Av. Brasil.

Ambos os eventos foram muito bem planejados, de forma a interferir o mínimo possível nas rotinas do dia a dia da comunidade caçapavense!
Grande presença de jovens, de ambos os sexos, marcaram os eventos! Muito bom, a sociedade está necessitando, muito, de voltar-se para a religião, seja qual for, contando que não represente aquelas máquinas caça-níqueis dos grandes pastores televisivos!

sábado, 29 de setembro de 2012

Micheline Cardoso, um espetáculo !!!

Voces já a conhecem de show que aqui postamos! Show de bola!

Tá chegando a hora !!!





Vem chegando o fim do ano e no horizonte estão, com seus puxadinhos e shoppings lotados para vender aos coitados que viajam, os atropelos nos aeroportos. O tema vai para o noticiário, não demora.

O papo da hora é o prejuízo bilionário das companhias aéreas, 1,6 bilhão de reais no último trimestre só na Gol e TAM. E vem a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann dizer que o governo está de "luz amarela" com o setor. 

Vejam, é a Casa Civil e não o Ministério dos Transportes que está vendo o rebuliço. É a gestão política e não a dos transportes que está se preparando para o caos.

Porque ele virá! Os aeronautas vão fazer greve na boca do Natal e fim de ano, claro que vão! Todo mundo sabe o que vai ser. Gleisi, do núcleo do baton no governo Dilma, falando que o serviço aéreo é concessão do Estado e que vai exigir mais eficiência das aéreas. Mas não fala na caótica gestão da infreaestrutura dos aeroportos, dos serviços em terra e, também, de segurança e operacionais no ar. Está tudo como como estava no ano passado.


Faz lembrar as bravatas do molusco dizendo que seu governo levou a "nova" classe C a viajar de avião, e os burgueses ricos reclamam. É mesmo? A classe C está é pagando dívida de compra de comida no cartão de crédito.


O que fica evidente é a incompetente gestão do governo federal, em toda infraestrutura do país, onde a aérea é um tico. Estão pelas tampas as estradas esburacadas, os portos lotados, a falta de armazéns para produção agrícola e por aí vai. A questão das aéreas é um pedacinho da coisa, mas em sua hora, final do ano, vai fazer uma espuma danada. 

Pizzolato deu no pé !!!




 

Parece que fugiu!

Ninguém encontra o mensaleiro Henrique Pizzolato, condenado pelo Supremo por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro!

Notícias dão conta de registro na Polícia Federal sobre sua saída do país em julho, pouco antes do começo do julgamento do bando petista. 

Não há registro de retorno do baita!

Hebe !!!


A carreata de Henrique Rinco !!!


 I VAMU KI VAMU!

Fortes emoções !!!




 

O perepepê pelas beiradas do Supremo Tribunal Federal, colhido sempre em "off" pela imprensa que o publica pela palavra de "interlocutores" em conversas "reservadas" diz que o ministro relator Joaquim Barbosa do caso mensalão petista imporá penas pesadas, especialmente a duas figuras centrais do escândalo, os petistas José Dirceu e Delúbio Soares.

O mais interessante é que se estão falando de penas, está falado então em condenação. Porque a dose da pena, dita dosimetria, só ocorre depois do julgamento, para os réus condenados.


Então, seria tida como certa a condenação de Dirceu e Delúbio pelo relator Joaquim Barbosa, figura central do julgamento, ao lado do revisor Ricardo Lewandowski, que tem sido um moderador em relação a Barbosa, o homem da capa preta, das máscaras de carnaval, que caiu na graça do povo. E na ira do lulopetismo. Mas Lewandoswki tem condenado tanto quanto. E os juízes vogais têm acompanhado os votos do relator e revisor. Nuvens negras paras os réus Dirceu, Delúbio e Genoíno, a nata da alta burguesia petista pega lambuzada no escândalo.

Fofoca-se que para José Geoíno a pena seria mais branda, porque ele era um laranja, presidente do PT num arranjo para preencher cargos de caídos no primeiro momento do escândalo, que foi maior obra da gestão Lula no poder. Aliás, o Genoíno, coitado, sempre foi meio café com leite, desde sua prisão durante a "guerrilha" do Araguaia, passeando na floresta de mochila com um pomponzinho de agulhas e linha de costura, que o dedou - era kit de sobrevivência de terroristas nos matos.


Mas a parte mais densa do fofoquê dá conta de um "vazamento" da pena que o ministro Joaquim Barbosa dará ao maleiro petista Marcos Valério. Foi divulgada por engano por sua assessoria. Barbosa considerou que o empresário dirigiu "a atividade dos réus integrantes do chamado núcleo publicitário" e recordou que ele prestou "inestimável apoio empresarial" à estrutura do esquema. Por isso, estabeleceu 12 anos e 7 meses de reclusão.


Significa cumprir em regime fechado. Aí está a importância da dosimetria, define regime fechado, aberto ou em liberdade. O Código Penal diz que a partir de 8 anos começa a cumprir pena em regime fechado. Entre quatro e oito anos podem ser enquadrados em semiaberto e quem ficar abaixo de quatro anos pode cumprir a punição em regime aberto ou até conseguir convertê-la em pena alternativa.


Resta saber se Zé Dirceu será considerado mais ou menos importante nas falcatruas que o seu maleiro Valério. A procuradoria geral da república o denunciou como chefe da quadrilha. Tudo começa a partir da semana que vem, com o julgamento do crime de corrupção ativa e nele o trio petista e mais uma meia dúzia de meliantes. Decididas as condenações no máximo em duas semanas, a dosimetria das penas promete ser tão ou mais emocionante que o julgamento.

Quero mais é ver o carequinha maleiro abrir o bico de vez! Isto eu quero mesmo! Assim que fecharem a porta da cadeia, com ele pelo lado de dentro! 

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Mais um petralha é obrigado a devolver o dinheiro roubado !!!





Bruno Maranhão, chefe de uma facção dos bandoleiros do MST e ex-integrante da direção nacional do PT, foi condenado peloTribunal de Contas da União a devolver R$ 2,5 milhões e pagar multa de R$ 300 mil por ter desviado recursos públicos repassados a uma ONG para qualificação de assentados.

Este - há outros - processo foi aberto após Maranhão ter liderado uma invasão dos bandoleiros ao Congresso Nacional em 2006 (foto) que danificou o prédio do parlamento.

O Ministério Público junto ao TCU suspeitava que os recursos que financiaram a invasão eram de convênios do Incra com o movimento. Pelo menos 34 das 108 pessoas indiciadas em processo judicial a pedido do Ministério Público Federal pelos danos à invasão do prédio em 2008 constavam na lista de pagamentos do MST.


Além da multa e da devolução do dinheiro, Maranhão está impedido de ocupar cargos públicos por 8 anos. O TCU também manteve o bloqueio de bens do bandido, que é de família rica, decretado em 2010, até o pagamento da dívida. O TCU identificou que os gastos não correspondiam aos dos cursos que constavam no convênio. Só de passagens aéreas foram aplicados mais de R$ 120 mil e outros R$ 135 mil com aluguel de carros numa empresa com sede em Natal (RN). As listas tinham assinaturas irregulares.


Além da condenação de Bruno, o ex-diretor do Incra, Rolf Hackbart, foi multado em R$ 40 mil pelas irregularidades apontadas nos convênios. Entre os argumentos usados para multar Hackbart, que hoje é assessor do ministro da Educação, Aloísio Mercadante, está o de que a ONG de Maranhão não havia prestado contas de convênios anteriores com o Incra e, mesmo assim, continuou recebendo recursos e pode assinar novos convênios.

Padaria Cemara: estabelecimento voltado para o cliente !!!

O Taiadablog sempre teve um compromisso com os comerciantes de bem, aqueles que montam e dirigem seus negócios, pensando exclusivamente no bem estar do cliente, proporcionando serviços diferenciados e produtos manufaturados com qualidade otimizada, além de ambiente limpo, climatizado, arejado e dotado de itens de conforto, segurança e até mesmo entretenimento, voltados à satisfação daqueles que frequentam suas instalações!

É o caso, surpreendente no meu entender, da Padaria Cemara, localizada na Rua Santa Cruz, 11 em Caçapava Velha (vindo de Caçapava, ao chegar à igreja matriz, dobre a esquerda) cujas fotos mostramos abaixo.

Surpreendente porque o tipo de estabelecimento que ali encontramos, pode concorrer com qualquer outro, de Caçapava incluesive, que não fará feio. Pelo contrário, os clientes ali encontrarão produtos de qualidade, salgados, doces, pães e bolos, confeccionados por gente preparada e capaz!

Seu proprietário, Agostinho, mineiro de coração taiada, está sempre à frente dos negócios e recebe os clientes com uma boa conversa.

Faça uma visita e comprove o que estou falando! Vejam algumas fotos do local:
 


 
Esta postagem não é produto comercializado, tratando-se de pura 
avaliação pessoal do editor-chefe do Taiadablog.

Reunião no Caffè di Capri !!!

Degustação no Caffè Di Capri, nesta gelada manhã de sexta feira!
Da esq. para direita: Mauro Orioli (fotógrafo), Fernando Diniz (Secretário Municipal), jcflores (Editor-chefe do Taiadablog) e Norton Lazarini (candidato a vereador)!

Na era dourada da aviação, serviço de bordo no Brasil já foi campeão !!!

Os homens colocavam seus melhores ternos e as mulheres, os vestidos mais elegantes. O jantar era servido em porcelana japonesa e o vinho, em taça de cristal. Viajar de avião, anos atrás, não significava apenas se deslocar de uma cidade para outra. Nos anos de ouro da aviação brasileira, voar era participar de um evento requintado, pelo qual poucos podiam pagar.

Nos anos 60, mesmo quem viajava na classe econômica da Varig
tinha acesso a refeição completa 
 
Hoje, espremer as pernas entre as poltronas, pagar por um lanche frio com suco de caixinha e às vezes até para levar bagagem de mão são hábitos que fazem parte do cotidiano de quem voa de avião, especialmente nos voos domésticos.

Quase nada lembra as poltronas largas, as refeições completas e os mimos como as caixas de chocolate suíço e os vidrinhos de perfume francês que já fizeram parte da realidade dos passageiros. Aviões de grande porte chegavam a contar com 15 comissários de bordo, além de seis profissionais na cabine de comando.

A escritora Claudia Vasconcelos foi comissária (ou aeromoça, como se falava na época) da Varig por 30 anos. Começou a trabalhar na empresa nos anos 70, quando mesmo o passageiro da classe econômica tinha acesso a um atendimento de alto padrão.

Antes da refeição, todos recebiam toalhinhas úmidas para limpar as mãos. "Na primeira classe, o serviço de caviar da Varig virou uma grande sensação", conta ela. "Mas, mesmo na classe econômica, a refeição era servida em louça e o passageiro recebia talheres de metal e copo de vidro." Ao fim da refeição, um café quente devidamente acompanhado por chocolate suíço.

O serviço de bordo da Varig, detalhado por Claudia Vasconcelos no livro "Estrela brasileira" (Editora KBR), chegou a ser premiado como o melhor do mundo em 1979 pela revista americana Air Transport World.

"O Brasil nunca foi lançador de tendência nesse sentido, mas a Varig tinha um serviço excepcional", diz o diretor de Comunicação e Marca da Azul, Gianfranco Beting. Entusiasta do assunto, Panda, como gosta de ser chamado, é autor do livro "Varig, eterna pioneira" (Editora PUC-RS e Beting Books).

Serviço de bordo da Varig na década de 90

Panda diz que o serviço da Varig começou a se diferenciar quando a empresa começou a operar uma rota entre o Brasil e os Estados Unidos, passando a disputar passageiros com a americana Pan Am.

"Ou a empresa estabelecia um padrão muito bom de atendimento ou era carta fora do baralho", diz. "No caso da Varig, um grande diferencial eram os profissionais. A companhia tinha um time muito bom e investia muito em treinamento."

Um dos grandes responsáveis pela excelência do serviço, até hoje lembrado pelos seus ex-subordinados como uma referência, foi Sérgio Prates. Ele entrou na Varig em 1956 e, entre 1971 e 1990, dirigiu o serviço de bordo da empresa.

Era sua responsabilidade administrar o setor de compras, a estocagem do material, os profissionais e as cozinhas da empresa. Para preparar a refeição que seria servida a bordo, a Varig chegou a ter cozinhas próprias em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Nova York e Lisboa. 

Funcionárias preparam serviço de bordo da Vasp na década de 70

Economista por formação, Prates chegou a comandar 6.100 funcionários. Evita, no entanto, pegar para si todos os elogios à excelência do serviço. "Não fui o idealizador do serviço de bordo da Varig, fui o continuador", diz.

Prates afirma que o maior responsável pela fama que o serviço da Varig ganhou foi o ex-presidente da companhia, Ruben Berta (1907-1966).

"Ele sabia que era difícil oferecer excelência no serviço de terra por causa da deficiente infraestrutura aeroportuária e das condições meteorológicas. Via, então, que investir em um bom serviço de bordo era uma maneira de compensar o passageiro."

Outras companhias brasileiras, como a Transbrasil e a Vasp, também chegaram a oferecer serviços de bordo que ficaram na memória dos brasileiros. A Transbrasil, por exemplo, chegou a servir feijoada a bordo nas décadas de 80 e 90.

Sobremesas oferecidas a bordo pela Transbrasil nos anos 70 

Na Vasp, mesmo os voos da ponte aérea Rio-São Paulo contavam com canapés de entrada, refeição quente e diversas opções de bebida, como uísque, vinho e cerveja. O carrinho, que hoje inexiste em alguns voos, passava pelo menos duas vezes pelos corredores para os clientes se servirem.

"Às vezes a bebida alcoólica era até um problema, porque não podíamos falar 'não' a um passageiro e alguns deles se excediam", diz a ex-comissária da Vasp Marlene Ruza, conhecida como "Isa", atual diretora do Sindicato Nacional dos Aeronautas.

Outra grande preocupação das empresas era com a apresentação dos comissários e comissárias. Seus uniformes seguiam as últimas tendências de moda, e acessórios como luvas, chapéus e echarpes faziam parte do figurino. O estilista Clodovil (1937-2009) foi responsável pelo uniforme dos tripulantes da Vasp por dez anos, a partir de 1963.

Chapéus faziam parte dos uniformes das comissárias da Vasp em 1970

Os profissionais eram treinados pelas próprias empresas e o processo de seleção era rigoroso. Peso proporcional à altura ("bem" proporcional, no caso das mulheres, mostra anúncio de recrutamento da Varig dos anos 60) e dentição perfeita eram alguns dos requisitos.

Era preciso, ainda, participar de cursos que ensinavam a história das empresas e habilidades como a realização de partos a bordo. Ainda assim, "toda jovem tinha o sonho de ser aeromoça", diz Claudia Vasconcelos, ex-Varig.

Continua vacinação antirrábica no município !!!

 
A Prefeitura de Caçapava, por meio da Secretaria de Saúde/ Divisão de Vigilância em Saúde, continua com a segunda etapa da vacinação antirrábica em cães e gatos. A programação para os próximos dias é a seguinte:

Dia 28 de setembro (sexta-feira):
AFRESP do bairro Santa Rita, das 8h às 9h30;
EMEF Prof.ª Malvina Leite e Silva, em Piedade, das 9h30 às 17h;
EMEI “Prof. Joaquim Raphael de Araújo Filho”, Vila Menino Jesus, das 8h às 17h;
Secretaria de Indústria, Comércio e Agricultura, na Vila Dr. Rosalvo, das 8h às 17h.

Dia 1º de outubro (segunda-feira):
Chácara Mantiqueira, das 8h às 12h;
Oficina do Coxinha, na Chácara Santo Antônio, das 13h às 17h

Dia 2 de outubro (terça-feira):
Bar do Carlito (Baiano), no Boa Vista, das 8h às 12h;
EMEF Geny Farah Salles, no bairro Tataúba, das 13h às 17h.

Dia 3 de outubro (quarta-feira):
Boa Vista até Pedra Branca, das 8h às 12h;
Capela Menino Jesus, na Escola do Boa Vista, das 13h às 17h

Dia 4 de outubro (quinta-feira):

Estrada do Butá até a Fazenda Paineiras, das 8h às 10h;
Estrada da Marambaia, das 10h às 12h;
Chácara Itamaraty, das 13h às 17h.

Dia 5 de outubro (sexta-feira):
Bar do Horácio, no Marambaia, das 8h às 9h;
Região do Porto de Areia, no Marambaia, das 9h às 12h;
Lagoa Azul, no Marambaia, das 13h às 15h;
Chácara Roseirinha e região, no Marambaia, das 15h às 17h.

A meta é atingir 13 mil animais entre cães e gatos. A idade mínima para a vacinação do animal é de três meses e mesmo aqueles que já foram vacinados no início do ano devem repetir a dose.

Morreu Ted Boy Marino !!!


Ted Boy Marino posa ao lado de Renato Aragão, o Didi, no filme "Dois na Lona"

Um dos nomes mais conhecidos do Brasil no telecatch, a luta livre de “mentirinha”, Ted Boy Marino morreu nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro. Mario Marino, que foi famoso principalmente nas décadas de 1960 e 1970, sofreu com uma trombose e morreu durante uma cirurgia para tentar corrigir o problema.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, na Zona Sul carioca, Marino deu entrada pela manhã com um quadro de infecção vascular aguda. Depois de horas de cirurgia, ele teve uma parada cardíaca e não sobreviveu.
 
Boy Marino em anúncio de Sapatos na Revista Manchete

“Há três anos que meu pai vinha fazendo sessões de hemodiálise. Nessa época ele teve um AVC e isso desencadeou esses problemas de saúde, com diabetes, pressão alta e colesterol”, contou um de seus filhos, Ted.

“Ontem (quarta-feira) ele chegou em casa depois da diálise, sentiu uma dor grande na perna e o levamos para o hospital. Lá ele estava com a perna fria, e ele chamaram de trombose, um entupimento das artérias. Aí operaram e, por conta de tantos outros problemas o coração, houve complicações”, afirmou ele.
 
Boy Marino e a cantora Vanusa em ensaio para a revista O Cruzeiro

Italiano de nascimento, o ator e lutador Ted Boy Marino foi estrela de diversos programas de TV, inclusive da Globo. Suas lutas eram conhecidas pelo repetido roteiro em que ele sofre com os vilões e consegue uma virada no fim. Tudo, é claro, não passava de encenação.

Atualmente, Marino vivia entre as sessões de diálise e passeios na praia. “A vida dele era ir para o seu cantinho no Leme. Conversar com os amigos na pedra do Leme, ir na praia, ver o pessoal jogar vôlei... Ele estava feliz mesmo com as dificuldades”, detalha Ted. “Eu sou mais novo e não vi muito do que o meu pai fez, mas sempre senti o reflexo. Ninguém nunca falou mal dele; mesmo sendo da luta ele sempre foi visto como imagem de um ídolo, de um super-herói.”

Mario Marino será velado nesta sexta-feira, a partir das 10h, no cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio. Não haverá enterro, já que seu corpo será cremado.

Marino nasceu na cidade italiana de Fuscaldo Marina e deixou a Europa com a família aos 12 anos. Morou em Buenos Aires, onde começou a sua relação com a luta livre e até participou de programas de telecatch. Em 1965, chegou ao Brasil e passou a fazer sucesso na TV Excelsior.

O italiano também começou a participar do “Os Adoráveis Trapalhães” e fez o filme “Dois na Lona” com Renato Aragão. O Como Ted Boy Marino, ele foi parar na Globo em diversos programas e em horário nobre aos sábados, das 21h às 22h, com a exibição de telecatch. A década de 1980 marcou o declínio dos programas com lutas de “mentirinha”, mas ele seguiu nas telinhas por alguns anos, principalmente como vilão junto aos Trapalhões.



Recentemente, ele falou da atual febre do MMA e criticou o estilo de lutas de eventos como o UFC. “Você chamaria de esporte? Eu não chamaria. Você tem de matar o outro cara para sobreviver. Tem soco na cara, cotovelada, joelhada... É algo cheio de agressividade”, disse Ted Boy Marino em entrevista ao Diário de S. Paulo.

Ele também defendia a volta da sua "modalidade". “No telecath, você também necessita treinar muito para o espetáculo sair bem. É um show para a família”, afirmou.
Vejam só uma de suas "lutas":