Taiadablog: Mata !!!

domingo, 10 de junho de 2012

Mata !!!

"Pisei em seu braço, impedindo que levantasse a arma, e perguntei: Qual o seu nome? Com ar de deboche e ódio, respondeu aos gritos: guerrilheira não tem nome. Eu e João Pedro a metralhamos."

Assim morreu, em 24 de outubro de 1974, numa obscura grota na selva, ao norte de Goiás, a terrorista do PC do B Lúcia Maria de Souza, ou Sônia, capturada pelo grupo do major Sebastião Curió - o homem que liquidou a "guerrilha" do Araguaia.


O livro, que chega às livrarias na terça-feira pela editora Companhia das Letras, se chamaria A Selva do Araguaia, se fosse escrito pelo famoso major Curió, que preferiu ceder seus arquivos e a autoria para o jornalista Leôncio Nossa, da Agência Estado. O resultado são 512 páginas, que incluem um caderno central com fotos cuidadosamente guardadas por Curió, trazendo à luz as caminhadas finais, pela selva, da Operação Marajoara - a ação militar que entre 1972 e 1975 acabou com a bucólica aventura da luta armada do PC do B nos cafundós de Goiás.

Sônia, Raul, Osvaldão, Arildo, Grabois, Áurea, Queixada, as duas Dinas... Os momentos finais de todos esses terroristas comunistas foram semelhantes. O registro de tudo, pelo próprio major, ficou por mais de 30 anos no fundo de uma mala vermelha guardada em um porão, 32 pastas, um pacote de mapas, seis álbuns de fotos e muitos papéis soltos que o xerifão das selvas, hoje tenente-coronel reformado, guardava para escrever, ele próprio, o seu livro.



O que realmente surpreende em Mata! é o testemunho direto do major Curió sobre os episódios. O cerco e a liquidação dos terroristas, já exaustos. O resultado, para a história, é uma correção atrás da outra de muitos relatórios falsos que o regime divulgou sobre quem morreu, onde e como. Sobre o destino dos corpos, não há novidades. Nada que possa ajudar a tal "comissão da verdade". O que há é o testemunho da maior figura do Araguaia, contando o dia a dia, a caminhada, a caçada, escaramuças, o tiro, a morte, trazendo precisão a relatos já comentados em tantos outros livros. Parte pequena desses contos do Curió já foram publicadas no Estadão, em 2009, por Leôncio Nossa.

Desde então, ficou sabido que foram 41 e não 25 os fugitivos que, já detidos, foram executados quando não ofereciam mais risco. Que Paulo Roberto Marques, o Amauri, não morreu no cerco à cúpula da guerrilha no Natal de 1973, mas fugiu e dias depois se entregou. "Entrou num helicóptero com as mãos amarradas. Foi fuzilado perto do Rio Saranzal", anunciam os papéis de Curió. Que Dinalva Oliveira Teixeira, a Dina, não caiu em combate, mas morreu na cadeia de Marabá em 26 de junho de 1974.

Na segunda metade do livro vem à tona outra grande aventura do major Curió: os anos no comando de Serra Pelada, o maior garimpo a céu aberto do mundo, uma saga que nada deve a da "luta armada" dos comunistas aloprados, que queriam mudar o regime, numa "revolução" para uma ditadura do proletariado. Ao apresentar o livro, o major Curió volta ao seu tema predileto sobre a guerrilha do Araguaia: não tivéssemos acabado com ela, teríamos hoje no Brasil algo como as Farc.

Um comentário:

paulista2012 disse...

A CORRUPÇÃO MATA, DIRETA E INDIRETAMENTE.
NEGLIGÊNCIA E INCOMPENTÊNCIA, IDEM.


E-mail recebido de um brasileiro indignado, cuja mãe faleceu ontem, 09/06/2012, vítima de infecção hospitalar:

De: Luciano Meneses Cardoso da Silva
Data: 9 de junho de 2012 23:44

Caros,

É com grande pesar que comunico o falecimento da minha mãe na tarde de hoje (09/06/2012). Segue link de video que fiz denunciando o descaso em relação ao manejo do lixo por parte da UTI do Hospital Português de Salvador, onde minha mãe ficou internada por 27 dias. Vejam: eles permitem que o lixo hospitalar entre na UTI, em vez dele só sair. Lamentável, principalmente pelo fato de o Hospital Português ser particular e bem conceituado.
A saúde na Bahia, mesmo em hospital particular, está decepcionante e assassina! Eu tinha o Hospital Português de Salvador em alta conta, até descobrir que eles permitem entrar lixo na UTI, infectando a tudo e a todos que precisam desse serviço.

http://www.youtube.com/watch?v=pr2W8f90tQA

Por favor, denunciem, divulguem e evitem outras mortes.
Desculpem, mas estou muito emocionado.

Abraços a todos,
Luciano