Taiadablog: Abril 2011

sábado, 30 de abril de 2011

"Mulekada" derrota o time do Rogério Ceni !!!

Estes tres "mulekes", deram uma canseira no Rogério Ceni e demais são-paulinos!
É claro que, no próximo jogo, vão pegar uma bucha: O Timão!!!

Chegou o ÓXI: droga mais forte do que o crack !!!

Ainda desconhecido pela maioria da população, o óxi ou oxidado, uma droga parecida com o crack, só que mais devastadora, já se espalhou por dez Estados do país e recentemente chegou a São Paulo. Assim como o crack, o princípio ativo do óxi é a pasta base da folha de coca.

Enquanto o crack é obtido a partir da mistura e queima da pasta base com bicarbonato de sódio e amoníaco, no óxi são utilizados cal virgem e algum combustível, como querosene, gasolina e até água de bateria --substâncias que barateiam o custo do entorpecente.

O óxi é inalado ou fumado, assim como o crack, na lata ou no cachimbo. A droga é produzida na Bolívia e no Peru e começou a entrar no Brasil em 2005 pelo interior do Acre. Em pouco tempo, chegou a Rio Branco, onde atualmente há um número elevado de usuários, e se espalhou para outras capitais da região Norte, como Manaus (Amazonas), Belém (Pará), Macapá (Amapá) e Porto Velho (Rondônia).

Nos últimos meses, houve apreensões e registros de usuários em Goiás, Distrito Federal, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Piauí, onde foram confirmadas 18 mortes só neste ano por conta do uso do óxi. Há rumores da circulação da droga no Mato Grosso, Maranhão e Paraná, embora não haja registros oficiais.

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), subordinada ao Ministério da Justiça, informou que pesquisadores do órgão registraram a circulação da droga em Santos (SP), mas não forneceu mais detalhes. Na capital, não há registros de usuários de óxi no SUS (Sistema Único de Saúde), segundo a Secretaria de Estado da Saúde.

A Secretaria Municipal da Saúde da capital paulista, que faz um trabalho com usuário de drogas na Cracolândia, região central, também afirma não ter encontrado a droga.

Oficialmente, o Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos) da Polícia Civil ainda não fez apreensões da droga. Segundo o órgão, no entanto, o óxi já pode ter sido apreendido, mas não foi diferenciado em razão de sua semelhança com o crack. A maior diferença na aparência entre as duas drogas é a cor mais amarelada do óxi, enquanto a pedra do crack é mais clara.

Composição da droga
- Pasta base da folha de coca
- Cal virgem
- Combustível, como querosene, gasolina e até água de bateria


O delegado Reinaldo Corrêa, da Divisão de Prevenção e Educação (Dipe) do Denarc, cita um episódio ocorrido em março deste ano, em que foram apreendidos 200 kg de crack em um laboratório no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Na ocasião, a polícia prendeu oito mulheres contratadas em Alagoas para empacotar a droga, além de seis homens que compravam a droga no atacado na Bolívia.

Na época, o Denarc anunciou que a apreensão era de crack, mas segundo Corrêa, tudo indica que, na verdade, tratava-se de óxi.

“Os investigadores queimaram algumas pedras para analisar o material e a substância soltou uma espécie de óleo, que é um resíduo do querosene do óxi que o crack não solta. Só foi registrado como crack porque os investigadores não sabiam da existência do óxi. Agora, qualquer coisa que a gente apreender, vamos ficar de olho”, afirmou o delegado.

Ainda segundo Corrêa, pedras estão sendo vendidas na cracolândia por R$ 2 a R$ 5, valor inferior ao que normalmente o crack é comercializado (entre R$ 7 e R$ 10), o que pode ser um indício do comércio de óxi. Também há relatos não-oficiais de uso de óxi na região da avenida Jornalista Roberto Marinho, na zona sul da capital. “Se olharmos o percurso da droga, o próximo destino é São Paulo, que é o grande centro consumidor de crack. Nada impede que o óxi chegue aqui”, disse.
A pasta base é feita a partir da trituração da folha de coca, encontrada nos países andinos (Bolívia, Peru, Colômbia e Equador). Para obter a pasta base, utiliza-se ácido sulfúrico e outros componentes tóxicos. No óxi, a pasta base é misturada com combustível e cal virgem, componentes corrosivos e extremamente danosos ao organismo.

A droga inalada chega ao cérebro entre 7 e 9 segundos, apenas, e acelera o metabolismo do usuário, causando sensações de euforia, depressão, medo e paranoia. Diferente da cocaína, os efeitos duram pouco tempo, no máximo 10 minutos. Essas circunstâncias obrigam o drogado a inalar o óxi repetidamente para manter o “barato”, o que aumenta as agressões ao organismo.

De acordo com o psiquiatra Pablo Roig, diretor de uma clínica particular de recuperação de drogados, o que torna o óxi mais letal que o crack é, em primeiro lugar, os componentes adicionais, cal e combustível e, em segundo, a quantidade do princípio ativo da cocaína, que no óxi é de 60% do composto, um pouco superior ao encontrado no crack.

“São substâncias com alta toxicidade, que causam dificuldades na respiração, fibroses e endurecimento do pulmão. Afetam o sistema cardiorrespiratório e promovem uma vasoconstrição muito intensa. Muitos usuários têm perda de consciência, o que leva a uma parada cardíaca e ao coma”, afirma o médico.

A maioria dos usuários intercala as inaladas com doses de álcool para controlar a sensação de abstinência causada pela droga, o que ataca o fígado e o sistema digestivo, fazendo com que os usuários tenham diarreia e vômito. Muitos usuários de óxi apresentam aparência amarela por conta dos efeitos da droga no fígado.

“O álcool com a substância da cocaína forma o cocaetileno, que pode provocar esteatose hepática (gordura no fígado) e cirrose”, diz Roig. O cocaetileno também é uma substância tóxica para o miocárdio, o que pode também provocar morte súbita.

Ainda não há um estudo sobre a letalidade do óxi. Nos próximos dias, a Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério da Justiça, divulgará um amplo estudo sobre o crack que também deve abordar o óxi. No entanto, segundo o delegado do Denarc, em média 30% dos usuários da droga não sobrevivem após um ano de uso!

Otan matou a família !!!


Caças bombardeio da OTAN bombardearam hoje a residência do filho mais novo do ditador líbio Muammar Kadafi, matando também três netos e ferindo outros familiares e pessoas, informam as agências noticiosas internacionais.

A casa, na qual estavam Muammar e sua mulher, fica numa área residencial de Trípoli.

O filho morto, Saif Al Arab Kadaffi, civil, era o sexto e passava grande parte do tempo na Alemanha.

Kadaffi e sua mulher sobreviveram e passam bem, informa o governo Líbio. A presença do casal na residência do filho, que ficou destruída, pode explicar o bombardeio.




A casa onde morreram hoje o filho e três netos de Kadaffi

Em outra ação, mais cedo, a Sociedade Líbia da Síndrome de Down também foi atingida hoje em bombardeio Otan. Não ficou claro qual foi o alvo do ataque, embora as autoridades líbias afirmem que era o próprio ditador Muammar Gaddafi, que no momento fazia um pronunciamento ao vivo à TV no local. Os caças bombardeio da OTAN, tudo indica, estão caçando Kadaffi, com mísseis, onde quer que esteja, sem se incomodar em bombardear instalações civis na cidade.

Brasileiro surfa onda gigante e ganha primeiro prêmio !!!


Divulgados os resultados do Billabong XXL Global Big Waves Awards 2011, recebemos com alegria, a notícia de que o surf brasileiro está muito bem representado, pela fera Danilo Couto que foi o vencedor na categoria Ride Of The Year (a principal) e ainda faturou um prêmio de US$ 50 mil !!!

Se você ainda não viu , está perdendo um fato histórico para o surf brasileiro ou melhor para o surf mundial. O baiano pegou na remada uma das ondas mais cabulosas da história do surf.

Curta aí a onda gigante e a batalha do Danilo!

 

PT patrocina invasões de terras no Tocantins !!!


Não precisa se dizer nada! É só ver o vídeo e lamentar!

Delator do mensalão do DF é acusado de pedofilia !!!

Personagem capital do mensalão de Brasília, atuando como operador e delator da lama local, Durval Barbosa está no centro de outro processo cabeludo que corre em segredo de Justiça.

Barbosa foi indiciado na semana passada em uma ação em que é acusado de pedofilia contra os próprios filhos — uma menina de 7 anos e um menino de 4.

Também na semana passada, Durval Barbosa foi proibido pela delegada que investiga o caso de se aproximar das duas crianças. Sua prisão deve ser pedida pela promotoria nos próximos dias.

Os laudos do processo são de arrepiar!

Comandante Niltinho: O castigo !!!




Gilmarzinho e Felipe amarrando as barras de canos no montante e fuselagem!

Acredito eu, vocês devem estar pensando que existe um pouco de conversa de pescador nestas histórias que conto, porém afirmo que são verdadeiras, tão verdadeiras que eu vou contar uma e vou dar nomes ao boi , mas pelo amor de Deus vocês não vão   atormentar  meu amigo pois corro o risco de ficar sem credito no seu supermercado e minha conta já está na estratosfera (altitude em que um monomotor não atinge), e eu tenho dois barrigudinhos para alimentar!

Esta história começou por causa do descuido de um piloto que eu vou omitir nome, pois corro o risco dele ficar com raiva de mim, pela tamanha sacanagem que lhe fiz e com os demais, porém, o que  vocês acham que eu deveria fazer? Afinal no amor, na guerra e mais ainda nos garimpos que é uma terra sem lei, vale tudo! Vocês não acha que estou certo? Só que o castigo não demorou a chegar.

Estava eu no aeroporto, quando vi uma bela morena com uns lindos óculos escuros, que não olhava para ninguém, juntamente com uma  criança.

Imaginei, então, fazer amizade com a criança, acreditando que assim iria atingir a tia, e, rapaz, não é que deu certo mesmo?

Não demorou muito para iniciarmos uma conversa e vocês não imaginem o que ela me contou: estavam muito contrariados com o piloto que havia prometido levá-los para o garimpo logo cedo e até aquela hora, não havia aparecido!

Quando ouvi a palavra garimpo gelei, vocês não imaginam o que significa ter um garimpo para voar! Meu amigo você sai do blefo (põe dinheiro no bolso) rapidinho e justamente era isto que eu precisava naquele momento!

Tratei logo de saber onde era o bendito garimpo, e não é que havia surgido um na fazenda Paraná e poucos sabiam disso e os que sabiam  não diziam a ninguém, pois  estavam tratando de “comer na manha”.

Tratei de saber também  por onde estava o piloto e não é que ele havia pego um vôo para Palmas e dificilmente chegaria em tempo para levá-los!

E naquele momento tive uma grande idéia e foi aí que esta historia realmente começou: chamei o  piloto Espanha (que Deus o tenha, caiu voando nuns garimpos do Amapá) e perguntei-lhe se  conhecia a pista!

- Claro ó meu!

Era assim que ele gostava de iniciar a frase. Pedi-lhe que fosse abastecer o avião rapidinho, pois já estava ficando tarde para voar, e voltei a conversar com a bonitona, quando me ofereci para mandar levá-la, o que foi aceito na hora!

Coloquei sua bagagem no avião e pedi ao Espanha que não voltasse neste mesmo dia, que dormisse lá e como o dono do garimpo era paraguaio e falavam a mesma língua, mandei que oferecesse para ele os vôos que necessitasse, de graça, em troca da preferência dos voos dos outros garimpeiros, indicando que viesse para Tucumã para acertarmos maiores detalhes, caso ele interessasse pela oferta.

Não deu outra, o peixe havia mordido a isca  e no outro dia, logo cedo ouvi o ronco do CZC passando por cima da cidade e tratando logo de ir para a pista, vocês não imaginem a minha surpresa quando vi pela primeira vez aquela mistura de brasileiro com paraguaio com um baita sorriso na boca, que foi logo dizendo:

- Você é o Niltinho piloto?

- Sou eu sim, senhor Altameu!

- Pois é, vim pela oferta que me foi feita, mas antes, trate de arrumar umas gurias e uma loira bem gelada para que a conversa fique mais agradável, não é irmano?

É! Não sabia eu que naquele momento estava começando uma grande amizade que iria terminar um dia, quando o levei deitado no chão do avião, todo quebrado após ter levado uma baita surra da Polícia Federal, porém esta é uma outra história.

Não preciso dizer, que aquele resto do dia e pela noite adentro a pauleira foi feia! Para mim ele não via mulher e cachaça havia muito tempo! O cara parecia um doidão, se tivesse trazido seu trinta e oito, teria dado muito tiro para cima , como gostava de fazer no garimpo! Nesta noite ele ficou conhecendo uma amiga que mais tarde se tornaria sua amante!

No outro dia cedo ele já estaria  normal, pensei ! Agora, é a hora de conversar!

“- Altameu, o que você acha de eu simular uma venda da metade do meu avião para você, e com isto tirarmos todos os outros aviões da jogada? Você ficaria com o CZC à disposição para ir onde quiser!”

Moço! Esta proposta deixou o paraguaio muito importante: imagine  você morando num lugar tão longe que até pelo pensamento é difícil chegar e de um momento para outro, passa a ter um avião com piloto e que  em apenas 45 minutos você estaria em Tucumã?

Aceitou na hora e logo começamos a esparramar o boato da compra da metade do avião na praça!

Não preciso dizer que aquela notícia caiu como uma bomba no meio da rapaziada, uns acreditando e outros não, porém, como o garimpo era dele e era ele que dava as ordens, comecei a voar adoidado!

Tinha dia que eram dois voos e aí meu amigo, comecei a colocar umas graminhas de ouro na capanga e comecei a ficar bonito na foto!

Porem, vocês não pensem que a coisa foi tão fácil assim, tive que enfrentar muita resistência e uma delas foi com o Felipe, que não queria engolir aquela farsa de jeito nenhum, e queria furar o bloqueio para voar com quem quisesse!

O cabra era esperto, porém com meu jeitinho acabei resolvendo o problema e ele continuou a voar comigo e acabamos ficando tão amigos, que hoje somos compadres!

No entanto o que é bom dura pouco e logo cai na desgraça de novo! Vocês nem imaginem que um garimpeiro chamado Devanir, que tinha uma cantina lá dentro do garimpo, queria que levasse umas 20 barras de cano do tamanho do avião e nem pensar de serrar os canos! Simplesmente queria que eu os levasse inteiros!

Cara, será que alguém tem alguma idéia de como levar aqueles malditos canos? Pela falta de idéia e coragem acabei perdendo a preferência de voar para o garimpo do senhor Altameu!

Eu já não disse para vocês que aqueles pilotos que voavam nos garimpos, eram todos doidos? Pois é, logo apareceu um que topou de levar os canos e ai quem “entrou pelos canos” fui eu!

De manhã cedo vou para o aeroporto e não é  que vejo o piloto Gilmarzinho, junto com o Felipe, meu compadre, amarrando os canos todos pelo lado de fora do avião, passando entre os montantes e a fuselagem, indo até passar pelo profundor!

Quando vi aquilo não acreditei! Juro que temi pela vida dele, que não estava nem aí, sorria e ia  passando os olhos pela amarração que meu compadre fazia muito bem, e de vez em quando dizia: - arrocha aqui! Arrocha mais ali !

Acabou pulando para dentro do avião, decolou e foi pousar no garimpo, e foi aí que perdi a preferência de vôo que tinha no garimpo! Daí em diante, cada garimpeiro voava com quem quisesse, e esse foi o meu castigo !

Cmt. Niltinho
é piloto de garimpo

Tapa na Pantera !!!


Este vídeo mostra a atriz Maria Alce Vergueiro, falando que não é viciada em maconha, apesar de fumar todos os dias há 30 anos. Foi um dos primeiros e melhores hits do YouTube.

Uma gracinha, né?

Filarmônica Jovem faz concerto no aniversário de Campos do Jordão !!!

Campos Filarmônica


Sede do maior Festival de Música Clássica da América Latina, Campos do Jordão terá em sua comemoração de 137 anos, um espetáculo de música erudita.

Formada por músico de Campos do Jordão, a Orquestra Filarmônica Jovem de Campos do Jordão realiza no domingo, 1º de maio, um concerto para comemorar o aniversário da cidade.

No repertório da Filarmônica estão compositores eruditos como Vivaldi, Carl Orff, Villa Lobos, Bizet, além de sucessos da MPB.

O projeto Campos Filarmônica é uma iniciativa professora Renata Cristina e o músico Wesley Nascimento,  e oferece a oportunidade para os jovens jordanenses de ingressar no mundo da música.  Além de valorizar o artista local e projetar a cidade no meio artístico musical.

O evento acontece domingo, a partir das 18h no Espaço Cultural Dr. Além e tem entrada franca.

Brasileiros exaltam simplicidade de João Paulo II

Advogado e professor universitário, Daniel Militão ficou cara a cara com João Paulo II duas vezes em 22 anos (Foto: Arquivo pessoal)
Advogado e professor universitário, Daniel Militão
ficou cara a cara com João Paulo II duas vezes em
22 anos

 
Com um intervalo de 22 anos, o advogado Daniel Militão esteve cara a cara com o papa João Paulo II duas vezes, no Brasil e no Canadá. Sem ter planejado nenhum dos encontros, ocorridos em 1980 e 2002, ele se considera sortudo e diz que o homem que será beatificado neste domingo (1º) foi “um grande exemplo” para o mundo.

“Ele despertava admiração de todos, até de quem não é católico. A forma como ele viu a missão do papado, viajando pelo mundo todo, e sua dedicação até o final da vida eram impressionantes. Ele mostrou um lado humano da figura do Papa”, diz.

Militão tinha três anos quando encontrou João Paulo II pela primeira vez. Filho de dois integrantes da Pastoral Universitária, ele era a única criança no encontro do pontífice com jovens católicos na capela do Colégio Santo Américo, em São Paulo, em julho de 1980.
    “Eu, pessoalmente, não me lembro de quase nada. Era criança e não estava entendendo muita coisa. Me pediram para levar flores para ele, mas fiquei meio emburrado. Ele veio atrás de mim e me pegou no colo. Foi extremamente simpático. Isso marcou, todo mundo fala até hoje”, conta .
Os pais de Daniel recordam o encontro com mais detalhes. “Ele [João Paulo II] foi muito espontâneo. Ficou olhando para o Daniel e acabou pegando-o no colo, dando um beijo. Era uma pessoa muito afável, simples e humana. Um homem de Deus mesmo”, diz a mãe, a psicóloga Maria Tereza Pereira Militão da Silva, de 57 anos.

Daniel Militão era criança quando encontrou o papa João Paulo II pela primeira vez, em um evento no Colégio Santo Américo, em São Paulo, em 1980A (Foto: Arquivo pessoal)
Daniel Militão era criança quando encontrou o papa João Paulo II pela primeira vez, em um evento no Colégio Santo Américo, em São Paulo, em 1980 

O pai, o pedagogo Jair Militão da Silva, de 61 anos, destaca ainda outros momentos do encontro no colégio que mostraram a irreverência e simpatia do papa. “Ele ia nos receber na capela e tinha toda a proteção do cerimonial. Mas em vez de andar dentro do cordão, ele deu um pulinho por cima, para cortar o caminho. Era bem atlético”.

Ao ver que Daniel estava relutante em entregar as flores, João Paulo II pegou o menino no colo (Foto: Arquivo pessoal)
Ao ver que Daniel estava relutante em entregar as
flores, João Paulo II pegou o menino no colo 
 
Em um dos momentos da cerimônia, lembra Jair, os jovens cantaram uma música em polonês para João Paulo II, nascido na Polônia com o nome de Karol  Wojtyla.

“Ele disse que estávamos cantando errado. Que a pronúncia não estava certa e que daquele jeito parecia que estávamos mandando ele ir embora”, relata. A família é católica e integra o grupo Caminho Neocatecumenal, com grande participação na Igreja.

O segundo encontro de Militão com o papa João Paulo II aconteceu durante a Jornada Mundial da Juventude, em Toronto, em 2002. A semana de eventos foi encerrada com uma cerimônia com a presença do Papa. De última hora, Militão foi escolhido para representar o Brasil na celebração. “Eles chamavam pessoas de diferentes países porque tinham textos para serem lidos em várias línguas.

Achei que só ia ler algo em português. Mas, no fim, 12 pessoas receberam uma pedra de sal, que simbolizava o tema do evento, das mãos do Papa”, relembra.

Mesmo que mais breve, o encontro ficou gravado nitidamente na memória do jovem católico. “Eu nunca parei muito para pensar nisso, mas acho interessante ter visto ele de perto duas vezes. Nunca olhei como uma coisa mística, vejo como uma sorte”, diz.

Apesar das coincidências, Jair acredita que, de alguma forma, os encontros mexem com a vida do filho. “É um mistério entender todo o significado disso, mas certamente mexe. O João Paulo II foi muito importante para os jovens. Também foi professor universitário. Nós [os pais] fomos e ele [Daniel] também é”.
Dom Ernesto cumprimenta o papa João Paulo II durante visita a São Paulo em 1980 (Foto: Arquivo/Mosteiro São Geraldo de São Paulo)
Dom Ernesto cumprimenta o papa João Paulo II
durante visita a São Paulo em 1980 
 
Na mesma visita em 1980, dom Ernesto Linka era um dos monges mais jovens do Mosteiro São Geraldo, em São Paulo, e participou da comitiva que recepcionou João Paulo II no Colégio Santo Américo.

Ao longo da visita, ele esteve pessoalmente com João Paulo II em alguns momentos. Mais de 30 anos depois, o que ele mais lembra é da humildade e a perseverança do homem que, mesmo doente, dedicou sua vida ao papado até o fim.

“Com toda a naturalidade, ele veio aí como se fosse nosso amigo há anos. Conseguia se comunicar com todos da mesma forma, era um homem muito simples. Nas refeições que fez na escola, não quis comida especial, pediu o que se fazia ali sempre”, recorda o húngaro de 85 anos, abade emérito do mosteiro.

A visita ao Brasil em 1980 também foi a primeira vez em que dom Ernesto viu pessoalmente João Paulo II. Depois daquela, houve outros momentos no Vaticano, na Hungria e na República Dominicana. Para ele, o principal legado de João Paulo é mesmo a simplicidade. “Com esses grandes homens que são simples, a gente aprende muita coisa. Achamos que ser simples é fácil, mas não é. Também foi marcante como ele aguentou a saúde tão ruim no fim da vida. Ele poderia ter renunciado, mas carregou o peso da cruz até o final”, avalia.

g1

Flash Mob na Rodoviária de São José dos Campos !!!

Ipea: policiais revendem suas armas !!!

O pesquisador do Sistema de Indicadores de Percepção Social, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Almir de Oliveira Júnior, afirmou que, de acordo com pesquisas, policiais se aproveitam da autorização para portar armas para revendê-las no mercado ilegal.

Segundo ele, a ideia de que ter uma arma aumenta a segurança do cidadão está errada. “O problema maior da arma legal não é a produção e distribuição inicial, a questão é quando ela é vendida e se perde o controle de seu paradeiro”, explicou.

Para o pesquisador, das alternativas apresentadas na audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, realizada nesta semana, a inclusão de chips para rastreamento parece ser a melhor maneira de controlar o porte e a posse de armas.

Apaixonados por aviação !!! 8


C-47, da FAB

Constellation da Panair

Curtiss C-46 Commander

Douglas DC-3 da Cruzeiro

Bandeirante, da Transbrasil

Limite para saques noturnos sobe para R$ 300 !!!

Treze anos depois de os bancos limitarem a R$ 100 os saques das 22h às 6h, por questões de segurança, o valor foi atualizado para R$ 300. E vem sendo adotado nas últimas semanas por várias instituições.

Santander, Banco do Brasil e Bradesco confirmam que elevaram o limite, seguindo orientação dada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) por circular - não se trata de uma obrigatoriedade. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, manteve o limite de R$ 100. Já o Itaú Unibanco não respondeu se ampliou o valor, alegando motivos de segurança. Para especialistas ouvidos pela reportagem, a alteração poderá motivar mais ações criminosas. Procurada, a Polícia Militar não se manifestou.
 
O saque na madrugada é feito especialmente em caixas 24 horas disponíveis em supermercados e postos de gasolina. A maioria dos caixas eletrônicos das agências fica disponível só até o início da noite. Em São Paulo, o acesso é, em geral, até as 22h.
 
O limite de R$ 100 surgiu em 1998. Na época, o saque tinha valores diversos, dependendo da conta do cliente. Assaltos na saída de caixas eletrônicos e sequestros relâmpagos eram comuns. Em alguns casos, a vítima era dominada de dia e, após um primeiro saque, tinha de esperar até a noite para nova retirada.

Em nota, a Febraban afirmou que o aumento do limite para R$ 300 "é o primeiro desde que o procedimento foi criado e atende a solicitação de clientes bancários". 

Super-Homem ameaça renunciar à cidadania norte-americana !!!

A direita conservadora dos Estados Unidos está a arrancar os cabelos em fúria, incapaz de digerir uma rejeição de patriotismo que ninguém esperava: o Super-Homem, herói que jurou defender para todo o sempre “a verdade, a justiça e o modo de vida americano” ameaçou renegar a sua cidadania norte-americana e assumir-se em pleno como um “cidadão do mundo”.
 
  
 
O desabafo é feito no mais recente fascículo das histórias de banda desenhada da DC Comics (número 900) sobre o super-herói, intitulado “The Incident”, que chegou às bancas na quarta-feira, escrito por David S. Goyer e desenhado por Miguel Sepulveda.

Nele o rapaz que foi criado no coração agrícola do Kansas – vindo em bebé do moribundo planeta Krypton –, antes de se tornar no defensor da América, é repreendido por um agente dos serviços secretos norte-americanos por ter participado numa manifestação pacífica em Teerão contra o autoritário regime iraniano.

O Super-Homem não gosta do ralhete, nem da retórica do Irão que condena a sua participação naquele protesto como uma “declaração de guerra” feita em nome do Presidente dos Estados Unidos. E decide fazer uso do estatuto único de que goza desde que, numa história publicada em 1974, recebeu cidadania de todos os países membros das Nações Unidas.

“Vou amanhã falar às Nações Unidas e informá-los que renuncio à minha cidadania americana. Estou farto de que todas as minhas acções sejam interpretadas como instrumentos da política dos Estados Unidos”, dispara o Super-Homem, com uma expressão de cansaço. “O quê?”, indigna-se prontamente o agente secreto. E o herói responde: “A verdade, a justiça e o modo de vida americano... já não chegam”, dando assim um enfoque global à sua luta contra o mal e os vilões.

“O mundo é demasiado pequeno, e está todo ligado”, avalia ainda o super-herói distanciando-se mais ainda da ideia de ser um defensor apenas da América e declarando estar no planeta para defender e proteger toda a gente.

Apesar de a renúncia não chegar a ser feita neste fascículo das aventuras do Super-Homem, os conservadores norte-americanos – em programas de rádio e televisão e na blogosfera – reagiram entre a tristeza e a mais furiosa revolta.

Num post feito na edição online da revista neocon “The Weekly Standard”, o influente editorialista Jonathan Last põe mesmo em causa os valores e convicções do herói. “Mas será que ele acredita no intervencionismo britânico ou na neutralidade suíça. Percebem o que estou a querer dizer-vos? Se o Super-Homem já não acredita na América, então ele não acredita em nada”.

O tumulto está a ser tal que os editores da DC Comics, Jim Lee e Dan DiDio, vieram já, em comunicado conjunto, explicar a declaração feita pelo herói. “Na história, o Super-Homem anuncia a sua intenção de dar um enfoque global à sua interminável batalha, mas ele permanece, como sempre, devoto à sua pátria adoptiva e às suas raízes como um rapaz de uma quinta de Smallville no Kansas”.

Busca e apreensão na Graúna em Caçapava !!!

Como se já não bastassem os problemas que esta fabriqueta Graúna, tem criado para os seus trabalhadores, agora a Justiça determinou a retomada de várias máquinas e equipamentos, por parte de seus respectivos fabricantes, em virtude da falta de pagamento!

Esta empresa já está sinalizando, há muito tempo, que enfrenta problemas de caixa e certamente a bucha acabará nas mãos dos empregados, que ficarão a ver navios, com certeza!

É preciso que haja uma mobilização séria, por parte dos sindicatos e seus representantes pois, a cada equipamento que sai da fábrica em questão, algumas dezenas de trabalhadores ficam sem emprego e, pior, não recebem suas verbas indenizatórias! É claro e lógico que, nesta caso em especial, a Embraer, que contratou os serviços da Graúna, entra com a responsabilidade solidária, perante a Justiça, e deve arcar com todos os compromissos!

A Justiça deveria ser muito mais firmes com este tipo de empresário, que monta estas empresas de fachada, detona-a, financeiramente, enquanto vive, nabasbacamente em suas mansões, aviões e carrões importados. E dane-se o empregado!

Infelizmente, Caçapava está perdendo mais uma eventual geradora de empregos! 

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Shaolin completa hoje 100 dias em coma !!!

Shaolin completa 100 dias em coma nesta quinta-feira (28). Sem maiores informações, o humorista permanece internado na UTI do Hospital das Clínicas de São Paulo e não apresenta sinal de melhoras.

A família, amigos, e fãs continuam em vigília de oração e a imprensa tem dado destaque ao humorista que há 100 dias não nos deixa sorridentes ao vê-lo na Tv.

De acordo com a sua mulher, Maria Laudicéia Veloso, a recuperação do artista continua lenta, mas seu quadro é estável. Shaolin não apresenta sinais de melhoras, mas também não apresenta nenhum sinal de piora e médicos não dão previsão para novo procedimento médico.

As últimas informações são da esposa de Shaolin, que disse que ele tem passado por exames de rotina, para acompanhar a evolução da sua saúde. De acordo com o Hospital das Clínicas e com familiares, não há previsão de quando Shaolin deve passar por algum procedimento médico. E os médicos explicam que nenhum exame é conclusivo até que ele saia do coma.

Ele teve o braço esquerdo operado, porque perdeu musculatura e massa óssea no acidente. De acordo com Laudicéia, os médicos retiraram uma parte externa da coxa do artista e a colocaram no braço. A cirurgia faz parte do processo de restauração do membro superior.

IBGE atualiza dados do Censo: Brasil tem 190.755.799 habitantes !!!



A população brasileira cresceu, em 138 anos, quase 20 vezes, segundo apontam os resultados do Censo Demográfico 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2010, atingimos a marca de 190.755.799 habitantes. Dados preliminares divulgados pelo IBGE em novembro do ano passado apontavam 190.732.694. Em 1872, quando foi realizado o primeiro recenseamento, éramos 9.930.478.

Os dados fazem parte da Sinopse do Censo Demográfico 2010, divulgada nesta sexta-feira (29) pelo IBGE. O documento, segundo o instituto, apresenta os primeiros resultados definitivos do último recenseamento. Alguns números divulgados preliminarmente em novembro de 2010 foram ajustados, a exemplo do total da população, com a inclusão de estimativas sobre a população dos domicílios considerados fechados durante a coleta de dados.

Riocentro: após 30 anos, vem à luz agenda do terror !!!

No meio do caminho entre o Brasil da ditadura e o Brasil redemocratizado há um Puma flamejante. O país provavelmente seria outro se uma das bombas transportadas no veículo não tivesse explodido no colo do terror.

A coisa aconteceu, como se sabe, em 30 de abril de 1981. Já lá se vão 30 anos. E o Puma ainda arde na enciclopédia como chama mal explicada.

Agora, 30 anos depois, surgem 
à luz pedaços sombreados da história, através do exame da agenda do sargento Guilherme Pereira do Rosário, em cujo colo explodiu, por imperícia, a bomba do Riocentro.

O sargento morreu! Seu acompanhante, o capitão Wilson Machado (hoje Coronel da reserva), feriu-se gravemente. Realizaram-se dois inquéritos militares.

O primeiro, de 1981, terminou em farsa. O capitão ferido na explosão declarou-se vítima, não autor do atentado.

Em notas, o Exército endossou a versão burlesca. O general Figueiredo, presidente de então, prometera prender e arrebentar quem se opusesse à abertura. Porém, entre o cumprimento da promessa e a preservação da unidade militar, Figueiredo optou por fingir que não havia um Puma desafiando sua autoridade.

No segundo inquérito, de 1999, as conclusões migraram da farsa para a pantomima, do inacreditável para o inaceitável.

Ficou entendido que o sargento morto e o capitão ferido eram responsáveis pela explosão, não vitimas.

Incriminaram-se outros dois personagens: o oficial do Exército Freddie Perdigão e o civil Hilário Corrales.

Porém, o STM (Superior Tribunal Militar) absteve-se de punir os terroristas da linha dura. Entendeu-se que a ação deles estava coberta pela lei da anistia.

Foi num volume desse segundo inquérito, mandado ao arquivo em 2000, que localizaram a agenda do sargento morto Guilherme Rosário.

A peça, um caderninho marrom que cabe na palma da mão, foi recolhida no local da explosão por um tenente, Divany Carvalho Barros.

Traz anotados, com a caligrafia de Guilherme Rosário, 107 nomes e seus respectivos telefones.

Cruzando dados da época com informações atuais, foi possível identificar metade dos nomes da agenda. Descobriu-se uma autêntica rede de pessoas envolvidas com tortura e espionagem.

Há na agenda membros do “Grupo Secreto”, organização paramilitar de direita que deflagrou uma série de atos terroristas para tentar deter a abertura política.

Constam também da lista: militares da chamada comunidade de informações, agentes da Secretaria estadual de Segurança e representantes da sociedade civil.

De resto, o sargento anotara em sua caderneta telefones de meios de comunicação, para os quais ligaria a fim de comunicar sobre atentados.

Todo esse manancial de dados foi ignorado como pista na pseudoinvestigação. Muitos dos nomes da agenda permanecem vivos.

Contactados, disseram não se recordar do sargento da explosão. Não souberam explicar, porém, como seus nomes foram parar na agenda.

Retorne-se ao início: a abertura política iniciada nos anos 80 pelo general Geisel teria tomado outro rumo se a turma do Puma não tivesse se auto-implodido.

Se as bombas explodissem como planejado, haveria pânico e morte num show musical apinhado que se realizava no Riocentro.

Os “comunistas” seriam responsabilizados pelo sangue. A abertura provavelmente seria mandada ao beleléu.

Prevaleceria um Brasil de linha dura, que desaguaria em mais selvageria, nunca no Tancredo Neves do Colégio Eleitoral.

A nova reportagem não apaga o Puma do verbete. Ele continua lá, ardendo. Mas os dados ajudam a recontar um pedaço da história que muitos, ainda hoje, prefeririam esconder.

Amanhã, 30, tem Banda na Praça !!!

A Banda Municipal de Caçapava apresenta-se neste sábado, dia 30, às 11h, na Praça da Bandeira, sob regência do maestro Igor Bileski.

O repertório reúne uma seleção de canções da música popular brasileira e internacional. Estão no programa canções de Jorge Ben Jor, Antonio Carlos Jobim, Vinicius de Moraes e Tim Maia, entre outros números.

A banda faz parte do projeto cultural Raiz Mafuz, lançado em maio do ano passado pela Prefeitura de Caçapava, por meio da Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer.


Era uma vez...!!!

Pais e Filhos: Dizer não... !!!



As crianças precisam da orientação dos pais. E esta presença e participação não deve se restringir a infância propriamente dita, mas também aos períodos de pré-adolescência e adolescência. Preza-se a autonomia que aos poucos vai sendo atingida, com etapas sendo vencidas, conhecimentos incorporados e novas atitudes surgindo, no entanto, mesmo quando os meninos e meninas já estão na faixa dos 13 aos 16 anos, mostram os especialistas que a família deve continuar por perto.
Muitos pais acreditam que quando seus filhos atingem a pré-adolescência e adolescência, já não são mais tão necessários. É um engano grave, pois a formação ainda está em curso!

O diálogo, a compreensão, o carinho, a presença, a partilha e o companheirismo, é o que se espera na relação entre pais e filhos. É preciso, no entanto, que se entenda, com real clareza, que compete aos pais educar e que, sendo assim, em muitos momentos, o pai e a mãe deverão assumir posturas e agir de forma que não seja a desejada pelos filhos, negando a eles alguns de seus desejos ou necessidades.
Ainda que isso possa gerar incompreensão ou resistência dos filhos, é preciso sempre deixar claro o que motiva tais ações e mostrar que os pais sempre querem o melhor para seus filhos.

Prof. Dr. João Luiz de Almeida Machado
é articulista e membro da Academia Caçapavense de Letras

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A maior empresa de vidros do mundo se instalará em Guará !!!

Acontecerá nesta próxima sexta feira, 29, o anúncio oficial da instalação da maior empresa de vidros do mundo, na cidade de Guaratinguetá!

O evento ocorrerá no Hotel Clube dos 500, às 10h00, e terá a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida, e demais autoridades!

A implantação da fábrica AGC (Asahi Glass Company), multinacional do setor de vidros planos para construção civil e automotivo, se deve a política de atração de investimentos para o Estado, promovida pela agência do governo paulista Investe São Paulo.

A fábrica produzirá vidro para janelas, fachadas, painéis de energia solar, vidros para design de interiores, soluções de arquitetura para construção verde, vidros integrados com iluminação (LED), vidros para carros e displays digitais integrados ao painel de vidro.

A AGC de Guaratinguetá será  a única planta do grupo japonês na América Latina e terá investimentos na ordem de R$ 750 milhões, com previsão de 500 empregos diretos, na fábrica que vai ocupar uma área de 500 mil m² na altura do Km 60 da rodovia Presidente Dutra, em Guaratinguetá!

STJ concede habeas corpus aos Guerner !!!

FotoAO SER PRESA, DEBORAH GUERNER DEU ESPETÁCULO
O ministro Napoleão Nunes Maia, do Superior Tribunal de Justiça, acaba de conceder habeas corpus à promotra Denorah Guerner e a seu marido, presos há uma semana sob a acusação de tentativa de fraudar o processo a que responde, no âmbito da Operação Caixa de Pandora, formação de quadrilha e outros crimes!

Fornovo di Taro: a última batalha brasileira na Segunda Guerra !!!

Fornovo di Taro é uma comuna italiana da região da Emília-Romanha, província de Parma, com cerca de 5.973 habitantes. Estende-se por uma área de 57 km², tendo uma densidade populacional de 105 hab/km². Faz fronteira com Collecchio, Medesano, Sala Baganza, Solignano, Terenzo, Varano de' Melegari.

Foi onde ocorreu a Batalha de Fornovo di Taro entre a FEB (Força Expedicionária Brasileira), e a 148.ª Divisão Alemã e a Resistência Fascista na cidade

Enquanto ao nordeste e ao noroeste de Fornovo contingentes do 1º RI e do 11º RI bloqueavam as possíveis saídas do inimigo, o 6º RI do coronel Nelson de Melo preparava ataque a Fornovo com ajuda de duas baterias de artilharia, do Esquadrão de Reconhecimento, de uma companhia de engenharia e de uma companhia norte-americana de tanques.

Na manhã de 28 de abril de 1945, o Cel.Zenóbio telefonou ao Cel. Mascarenhas, que se achava em Montecchio, propondo que mais um batalhão fosse lançado à luta, para ajudar o 6º RI. Mascarenhas, apoiando-se na avaliação que Castelo fez da situação, declarou que esse batalhão adicional não seria necessário. Por isso, o movimento de cerco e ataque foi efetuado por três batalhões, como anteriormente fora planejado.

A principal ofensiva foi desencadeada pelo major Gross, que avançou da região de Collecchio, pelo sul. Quando se encontrava a 6 km de Fornovo, encontrou séria oposição, resistindo a violentos contra-ataques, às 9 horas da noite do dia 28, e à 1 hora da madrugada do dia 29.

Enquanto isso, a curta distância de Fornovo, o 3º Batalhão do major Silvino, e o Esquadrão de Reconhecimento do capitão Pitaluga atacava pelo sudoeste. Escreve Wondolowski: "Os brasileiros, muito decididos, estavam esmagando todas as tentativas alemãs de romper o cerco." Pode-se acrescentar que os brasileiros ainda dispuseram de tropas para mandar a Piacenza e a um bolsão ao Norte de Cremona e, assim, não precisaram de toda a sua força para a missão de bloquear a Rodovia 62.

Na tarde de 27 de abril, um dia antes da ofensiva contra Fornovo, o major Cordeiro Oeste persuadiu o vigário de uma aldeia a levar aos alemães a sugestão de que se rendessem. O vigário caminhou 6 km até Respício, perto de Fornovo, e aí falou com oficiais alemães. Perguntado sobre o poderio e a localização das forças brasileiras, o vigário disse que os alemães estavam cercados e deviam se render.

Um dos mais velhos desses oficiais, que aprimorara o seu italiano durante um período em que servira como Embaixador da Alemanha em Roma, pediu ao vigário que obtivesse por escrito condições para a rendição e voltasse com elas.

Como resultado disso, na manhã do dia 28, muito cedo, antes de ser desfechado o ataque do 6º RI, [Nelson de Mello, redigiu um ultimato de rendição incondicional e, através de Castelo Branco, pediu a aprovação de Mascarenhas aos seus termos.

O vigário levou esse ultimato aos alemães e voltou com uma mensagem, assinada pelo major Kuhn, chefe do Estado-Maior da 148ª Divisão, dizendo que a resposta seria dada depois de consulta a seus superiores.

Os generais Otto Fretter-Pico e
Mario Carloni entregando-se a FEB
Enquanto os alemães adiavam a decisão, o 6º RI procedeu de acordo com o plano. Então, às 10h30 da noite, depois que os homens de Gross repeliram forte contra-ataque inimigo, o major Kuhn e dois outros oficiais alemães cruzaram as linhas brasileiras para negociar os pormenores da rendição. Gross os conduziu ao posto de comando do 6º RI, em Collecchio.

Nelson de Melo, sabedor de que a missão dos três alemães fora autorizada pelo comandante da 148ª Divisão, general Otto Fretter-Pico, dirigiu-se rapidamente a Montecchio para falar com Mascarenhas. Este ordenou a Brayner e Castelo que se entendessem com os negociadores alemães. Por isso, sob a chuva, os dois oficiais foram levados a Colecchio.

Castelo Branco descreve: "numa sala de uma vivenda de campo, fui apresentado a três oficiais alemães do Estado-Maior de uma Divisão. Pediram condições para a rendição. Dissemos que só podia ser incondicional. Falaram em honra militar e em princípios de humanidade... e aceitaram a rendição!

"São alguns milhares de homens, dois generais e etc. Como resultados dos termos impostos na reunião de Collecchio, que durou toda a noite, que foram modificados apenas pela insistência de Mascarenhas de que depusessem imediatamente as armas (a 29 de abril e não a 30), a primeira Divisão germânica a capitular na Itália se rendeu aos brasileiros.

"Nada menos de 14.779 alemães e italianos se tornaram prisioneiros em dois campos próximos, instalados pelos brasileiros. O general alemão Otto Fretter-Pico e o general italiano Mario Carloni foram escoltados até Florença pelo general Falconiere e general Zenóbio, que os entregaram ao 5º Exército norte-americano, juntamente com 6 milhões de liras também tomados pelos brasileiros."

Numa luta, nos arredores de Fornovo, cinco brasileiros foram mortos e cerca de 50 foram feridos. O que tinha sido conseguido era notável em operações de guerra: a rendição de uma Divisão alemã a uma única Divisão aliada, a brasileira.

Representantes de empresas aéreas tratam deputados como moleques !!!

Os deputados federais ficaram indignados com a ausência das empresas aéreas na audiência pública desta quarta-feira (27), convocada para discutir a má qualidade dos serviços, taxas abusivas e a falta de vôos suficientes para a demanda, além dos sérios problemas de infraestrutura nos aeroportos brasileiros.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, Roberto Santiago, chegou a bradar que a Câmara não é “uma casa de moleques”. Ele marcou para amanhã, às 9h, reunião extraordinária para aprovar convocação do ministro Wagner Bittencourt (Secretaria de Aviação Civil).

Um pedido de CPI também está prestes a ser aprovado!

Aeronave bateu muito forte, diz passageiro sobre queda do teto do jato !!!

Teto do Voo G3 1399, da Gol Linhas Aéreas, caiu na noite de terça (26) (Foto: Dimitri Sales)
 

Um dos passageiros que estava entre as 144 pessoas no Boeing 737-800 da Gol Linhas Aéreas, em que parte do teto caiu após o pouso, falou sobre o susto provocado pelo incidente que aconteceu na noite de terça-feira (26), às 20h04, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Dimitri Sales, de 32 anos, embarcou na aeronave ainda em Vitória da Conquista, sudoeste baiano, e partiu no voo G3 1399, do Aeroporto de Salvador para Congonhas, por volta das 17h.

"Percebi uma espécie de poeira muito intensa em minha cabeça e, quando olhei para trás, parte do teto tinha caído. O barulho interno foi muito, muito forte”, relata.

De acordo com Dimitri, que reside em São Paulo, os comissários correram imediatamente para segurar o teto, quando o comandante avisou que tinha havido uma "pequena trepidação" e deu uma explicação técnica. “Não considero pequena de jeito nenhum. A aeronave bateu muito forte no momento da aterrisagem. Na hora é tudo muito rápido e não dá para racionalizar. Só o que eu pensava era para que aquilo acabasse logo, estava com medo de alguma explosão”, conta.

Dimitri afirma, ainda, que não houve tempo para agitação dos passageiros. “Todo mundo ficou tenso, nervoso, mas não teve ninguém passando mal, nem com ferimentos graves”, diz. Após o ocorrido, ele revela que a companhia aérea não prestou assistência, nem deu explicações aos passageiros, além do comunicado anunciado pelo comandante.

Em nota à imprensa, a Gol informou que houve uma vibração após o procedimento de aterrisagem. “O movimento fez deslocar painéis de iluminação sobre algumas poltronas, porém sem apresentar risco à segurança operacional”, diz a nota. A Gol acrescenta que o desembarque ocorreu sem transtornos e que a aeronave foi retirada de linha para inspeção da equipe de manutenção da companhia.

Caçapava vai ter investimento em infra-estrutura ferroviária !!!

Enfim, vai resolver!
O Departamento de Infra-estrutura de Transportes (DNIT) pretende investir R$ 206 milhões até o final do ano, em projetos ferroviários no sudeste do estado de São Paulo, segundo porta-voz !

"Os dois maiores projetos envolvem a construção de um desvio ferroviário na cidade de Ourinhos e na construção de um viaduto sobre a ferrovia em Mogi das Cruzes. Eles estão orçados em R$ 140 milhões e R$ 40milhões, respectivamente", disse o porta-voz.

Outro desvio ferroviário está previsto para a cidade de Araraquara, orçado em R$ 2.26 milhões. O DNIT também vai gastar R$ 4.16 milhões para modernizar um desvio na cidade de Barretos.

As melhorias previstas para São Paulo também incluem mudanças a duas vias existentes. O primeiro, na cidade de Sumaré, vai custar R$ 16 milhões, enquando um projeto semelhante em Caçapava vai custar R$ 3 milhões, além de gastar 594 mil reais para a modernização de uma ponte rodo-ferroviária sobre o rio Paraná, na cidade de Rubinéia.

As obras de São Paulo fazem parte do plano geral da autoridade de investir cerca de R$ 596 milhões em ferrovias do país durante 2011.

O DNIT, órgão do Ministério dos Transportes, é responsável pela manutenção e restauração de rodovias, hidrovias e ferrovias. Sediada em Brasília, tem 23 filiais regionais administrativas de todo o país.

Está claro que, conforme noticiamos meses atrás, o investimento previsto para nossa cidade, trata-se da eliminação das tres passagens de nível existentes na região central, para acabar com a atual "sacanagem" que a MRS nos apronta, todos os dias, no mínimo duas vezes ao dia, deixando a cidade separada em duas partes, com engarrafamentos medonhos!

Bela notícia!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Apaixonados por aviação !!! 7

L49 - Constellation, da Panair


L188 - Electra


Aeroporto Santos Dumont - SDU - Rio de Janeiro

DC7 da Panair, na perna do vento da 02 do SDU