Taiadablog: Uma hora ele fala, claro que fala !!!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Uma hora ele fala, claro que fala !!!







Um juiz de uma vara de execução penal de Brasília proibiu o contraventor Cachoeira dar entrevista para o jornal Folha de São Paulo. Não adianta nada! Presos têm o mesmo direito que libertos de se manifestar livremente, por qualquer meio, sem censura ou licença.

Mas o juiz proibiu, tá proibido. Só que não adianta nada, porque Cachoeira vai falar o que quiser, para quem quiser e não deve demorar. 

Aliás ele já deu esse toque, falando sobre a CPI, onde não quis e não falou. E se quiser fala. Disse mais: "Eu vou lá quando eu quiser. Essa CPI é minha. Tem o meu nome. E eu vou ser solto." Falou para o delegado comandante da operação que o prendeu.

Exagerou um pouco, vá! A CPI tem mesmo o nome dele, mas não é dele, que não pode ir lá a hora que quiser. Mas é verdade que ele vai ser solto e não vai demorar, mesmo que condenado. Porque não cometeu crime contra a pessoa, crime hediondo, essas coisas. Vai ser solto e vai falar ou calar o quanto quiser. Não há o que impeça.

Sob custódia do Estado e pilotado pelo ex-ministro do Lula, o enigmático Márcio Thomaz Bastos, ele deve estar pressionado. Mas vai ser solto sim. E vai falar. Se não em público, em privado. Não vai falar pouco. E nem para poucos, tenham certeza!

Só a expressão dele na foto acima já denuncia que está se divertindo e que vem bucha por aí, logo logo!

Um comentário:

paulista2012 disse...

Onde estão o Luiz Estevão e Lalau, Maluf e filho, Arruda, Cacciola, Daniel Dantas e tantos outros, incluindo aqueles que já morreram e curtiram até o último suspiro as delícias da Impunidade???... Quando muito "os eleitos e iluminados" passam uma curta temporada na cadeia, para calar a boca de muitos e como exemplo que "agora e conosco a coisa é séria", garantindo por mais um bom tempo a confiança e espírito desarmado do povo e representantes de certas instituições.

Eu acho que o Cachoeira e Cavendish não falarão nada que provoque "estragos" aos governantes eleitos e agentes públicos corrompidos. Poder de chantagem por poder de chantagem, Cachoeira e Cavendish se curvarão àqueles que estão com a faca e o queijo na mão e, em troca, preservarão boa parte do "patrimônio" já amealhado graças às corrompidas e generosas tetas da República - e, importante, curtirão suas fortunas em LIBERDADE!

No Brasil, por gatunagem só pé de chinelo vai e fica preso. Quem usa sapato de legítimo cromo alemão está acima de qualquer suspeita e sempre cairá nas graças da estátua de olhos vendados. As asas da liberdade não abrem e não planam sobre ladrões sem pedigree republicano.

As prateleiras, armários e gavetas das casas de justiça são feitas e programadas com critérios de Seletividade e Preservação da Integridade dos Envolvidos em Causas Especiais. Nâo pincham nas mãos daqueles afobados que gostam de fazer todo e qualquer processo correr e sem gerar transferências de valores para os representantes do "Justo e Immparcial Sistema". Muitas vezes, quando conveniente para a parte "inocente até prova em contrário", é cobrada uma certa taxa de arquivo-temporário, boa guarda e provimento de condições para merecido repouso das letras, carimbos, documentos, clipes, grampos e a capa de um processo.

Que Brasil deixaremos para nossos filhos e netos?

O Brasil descrito na premonição de Ruy Barbosa?

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto."