Taiadablog: Presos do Pemano trabalham na conservação de estrada de ferro !!!

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Presos do Pemano trabalham na conservação de estrada de ferro !!!


Além de dar um salário mínimo e reduzir a pena dos detentos, trabalho resgata esperança de quem está longe do convívio social     

Quinze presos do Pemano - Presídio Edgar Magalhães Noronha, em Tremembé, estão trabalhando na manutenção e conservação da estrada de ferro que liga Pindamonhangaba a Campos do Jordão. O projeto começou em 18 de junho e é inédito no Estado. Os detentos que estão trabalhando recebem um salário mínimo e redução da pena.

Bem cedo, eles deixam o presídio e seguem de ônibus até Pinda. Os detentos estão no regime semiaberto e por isso têm a chance de sair e olhar o que para eles estava tão distante.

Logo o grupo chega à estrada de ferro Campos do Jordão. De uniforme, seguem de trem para o trabalho. Minutos valiosos para aproveitar e lembrar como era a sensação de estar livre. 
 
Todos os detentos estão com tornozeleiras eletrônicas. Em caso de fuga, são rastreados. Além disso, estão sob a supervisão de um agente penitenciário e um funcionário da ferrovia que coordena o trabalho. 
 
Uma atitude sensacional e extremamente humanitária, do ponto de vista público, visto que o preso passa a ter oportunidades de recuperação e retorno à sociedade!
 
Só que este passo tem que ser muito bem elaborado, com a escolha dos presos participantes, feita após rigoroso exame de sua situação prissional e de laudos técnicos elaborados por profissionais, com acompanhamento das autoridades judiciais, passíveis de responsabilização, em caso de eventuais fraudes ao sistema!
 
Digo isto pois já participei de um projeto semelhante, onde os presos do PEMANO eram encaminhados ao trabalho, em fábrica nas proximidades do presídio e, de fato, o que se presenciava eram atividades fora dos padrões por parte dos presos, com intensa comercialização de drogas leves (maconha), pouco trabalho e intimidação dos companheiros de trabalho!
 

Um comentário:

paulista2012 disse...

"Em 2012, futebol do Brasil importa mais que exporta

Entre janeiro e junho, 230 jogadores do País se transferiram para fora, enquanto 478 chegaram de clubes estrangeiros"


Estamos importando jogadores de futebol?!?!?!

Mas não somos o País do Futebol, um Celeiro de Craques?

Importamos livros didáticos feitos na China. Já estamos importando até feijão preto produzido na China.

E os nossos jovens com menores chances de entrar no mercado de trabalho. Em consequência, mais e mais criminosos sendo formados. Necessidade de mais e mais cadeias bancadas com o dinheiro dos impostos.

Adianta reeducar os presos se não temos suficientes ofertas de empregos lícitos para os nossos jovens e pais de família?

Não damos Educação e Formação Profissional, não cuidamos da Infraestrutura, não Investimos Suficientemente em Geração de Emprego, não Melhoramos a nossa Produtivade e não reduzimos a carga de impostos, e queremos reeducar presos, quando o ideal seria não jogar milhares de crianças e jovens no mundo do crime?

Que País é Esse?