Taiadablog: Joaquim Barbosa é cobra criada !!!

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Joaquim Barbosa é cobra criada !!!

Com este não tem furufufu!
A decretação da prisão dos mensaleiros, como queria a Procuradoria Geral da República, meteria numa enrascada o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, e a própria instituição. Advogados de mensaleiros já preparavam habeas corpus, que seriam examinados pelo ministro mais velho presente em Brasília – no caso, Marco Aurélio, que certamente mandaria libertar os sentenciados.

Eventuais habeas corpus não seriam examinados pelo ministro Joaquim Barbosa por ser ele a autoridade coatora.

Os criminalistas mais experientes não têm dúvida que o ministro Marco Aurélio respeitaria a Constituição e decisões do colegiado do STF.

Ao recusar a prisão de mensaleiros, Joaquim Barbosa surpreendeu a opinião pública, habituada a suas decisões duras contra os réus, e deixou os advogados da bandidagem, órfãos de pai e mãe!

2 comentários:

jecanarquista disse...

Em compensação, os mensaleiros e seus dois chefes...
como são ratos malcriados, sô!!!

Não será qualquer flautista metido à Flautista de Hamelin que conseguirá hipnotizar e afogar essa rataiada malcriada no Rio Weser, digo, no Rio Tietê, o esgotão à ceu aberto, em São Paulo.

Malcriados e quase imunes a raticidas. Quase imunes, mas não totalmente imunes ao poderoso "NMP". Disseram que os dois Chefões do Mensalão produzieram acidentalmente o "NMP", que inicialmente foi apelidado Nosso Ministro de Plantão.

Felizmente, até o momento alguns antídotos não conseguiram neutralizá-lo.

- Que antídotos são esses?

- Antídotos das marcas Lerolerodowski e Toffu, fabricados intencionalmente pelos Chefões do Mensalão. Além desses dois antídotos, tem dois ou três compostos com a função de "QSP" (para diluição dos Lerolerodowski e Toffu, também criados e produzidos pelos Mensaleiros).

Nilton disse...

Ainda bem que ha gente intecionada neste nosso paiz e vamos levar avante a bandeira da moralidade e justica a nossa decendencia Niltinho piloto